QUANDO SERÁ A INAUGURAÇÃO DA FEIRA DA SULANCA?

        Após vinte anos este é o estado do galpão  que foi construído na primeira gestão de "Zé do Povo" (PSB), pai do atual prefeito Aglailson Júnior(PSB).
    De lá  para cá os vermelhos e amarelos se alternam no poder, mas nunca acharam uma utilidade para o galpão. É impressionante o descaso com o dinheiro público.

         
Fonte: TSE - CGU 

No ano 2000 José Aglailson Queralvares (Zé do Povo) prometeu em sua campanha que caso ganhasse a eleição construiria uma Feira da Sulanca em Vitória nos moldes de Santa Cruz do Capibaribe, ele foi eleito naquele ano e realmente  foi construído um galpão as margens da BR 232, mas a "Feira da Sulanca" nunca foi tirada do papel, inclusive já foi matéria do Blog do Pilako, Link Aqui.


    O pátio do galpão chegou a ser usado para a realização de feirões  de carros, e foi matéria da Nossa Vitória Link Aqui, mas de fato nunca foi aproveitado para a finalidade que foi construído, e nenhum dos gestores que assumiram a Prefeitura posteriormente implantaram algum projeto que contemplasse o galpão.

    O Blog O Povo Vitória trouxe aqui uma sugestão, baseada em projetos que já estão sendo implantados em outras cidades.

    Sugestão para os políticos que queiram copiar e colocar em prática em Vitória de Santo Antão:


Transformar o galpão em um centro de triagem e prensagem de materiais recicláveis.


  1. Programa de coleta seletiva de materiais como metal, vidro, papel e plástico;
  2. A Prefeitura Investir na reestruturação do galpão e compra de equipamentos, convidando inclusive empresas privadas para patrocinar o empreendimento;
  3. Criação de uma "Moeda verde" a exemplo que outras cidades no Brasil já colocaram em prática, veja matéria no link: G1 e CBN;
  4. Campanha educativa para a população fazer a separação do lixo em casa;
  5. Instalar postos de coleta nos bairros;
  6. Implantar um sistema de recompensa para a população que entregar o lixo de suas residências nos postos de coleta "moeda verde";
  7. Cadastrar estabelecimentos comerciais para receber a "Moeda Verde";
  8. Os matérias coletados seriam  selecionados pensados de acordo com a categoria e vendido para a indústria como matéria prima;
  9. Os recursos das venda dos recicláveis seria para pagamento dos salários dos funcionários da coleta seletiva e novos investimentos;
  10. Os funcionários do "centro de triagem e prensagem de materiais recicláveis" seriam os atuais catadores de recicláveis, moradores de rua e pessoas desempregadas que não conseguem colocação no mercado de trabalho;

    Uma ideia simples que poderia ser retroalimentada de forma sustentável diminuindo o lixo produzido pela cidade, movimentando a economia do município e reintegrando de forma digna pessoas excluídas do mercado de trabalho e que vivem à margem da sociedade.




Deixe seu feedback e sugestão nos comentários, precisamos da sua opinião para melhorar nosso trabalho.



Referências:

https://www.blogdopilako.com.br/wp/2012/03/19/politico-mentirosos-vitoria-esta-cheia/
http://g1.globo.com/mg/centro-oeste/noticia/2016/05/prefeitura-de-bom-despacho-propoe-reducao-de-impostos-com-reciclaveis.html
https://www.cbncaruaru.com/artigo/prefeitura-de-gravata-apresenta-projeto-moeda-verde

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tanajura (as Formigas Agricultoras)

IPOMOEA CAIRICA, MAIS CONHECIDA COMO FLOR DE JITIRANA !

A GRALHA - CANCÃ