VOCÊ CONHECE O PLANALTO DA BORBOREMA?

 E aí pessoal, tudo massa? espero que estejam muito bem viu?
    Minha gente estava eu de madrugada, ouvindo musica, e fazendo minhas pesquisas pra trazer né, um novo artigo pra vocês, e me deparei com algo que me deixou bastante surpresa e maravilhada sobre a cidade de Vitória, que eu particularmente não sabia, acredito que seja uma informação muito pouco falada né, sendo assim, pouco conhecida. Mas vocês sabia que Vitória faz parte do PLANALTO DA BORBOREMA?, mas conhecida como Chapada pernambucana?
Bora conhecer comigo? vem pra cá. 

          PLANALTO DA BORBOREMA 



      Também conhecida como Chapada Pernambucana, tem esse nome por estar situada em parte da antiga Capitania de Pernambuco - Serra da Borborema ou ainda Planalto Nordestino, é uma região serrana no interior da região Nordeste do Brasil. 
    Medindo aproximadamente 400 km em linha reta norte-sul, localiza-se nos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Esse sistema, parte do planalto brasileiro, é equivale ao setor mais oriental do atlântico e um dos mais setentrionais, sendo divisor de águas entre a bacia do Rio São Francisco e das bacias propriamente borboremicas nos setores norte e leste. Ele minha gente é o único grande sistema do plato oriental azevediano que não faz parte da cadeia franciscana.
 
No planalto localizam-se as importante cidades, como Campina Grande e Itabaiana (Paraíba) ai vem, Caruaru, Garanhuns, e Vitória de Santo Antão ( Pernambuco ), Arapiraca e Palmeiras dos Índios ( Alagoas ) e Currais Novos ( Rio Grande do Norte ), massa né? . Mas, qual a origem desse nome? . 

ETIMOLOGIA  
 
O topônimo Borborema é originário do termo Tupi, que significa  TERRA SEM HABITANTES





VOCÊ SABIA?

   
        O Planalto da Borborema ou Serra da Borborema tem sua origem muito discutida, sendo que, alguns teóricos afirmam que sua formação se deve as intempéries que teriam  moldado o relevo. Outros cogitam que se deve aos processos geológicos do período Cretáceo há cerca de 140 milhões de anos, ou seja, quando ocorreu a separação da America do sul e Africa. Contudo, novos estudos cogitam um novo processo na formação do Planalto a partir da atividade magmática e uma anomalia térmica profunda, que teria forçado um empuxo devido a sua diferença de densidade, das rochas magmáticas para as basálticas.
       Ah tem também uma coisa muito interessante minha gente,  a serra é um dos pontos culminantes para a seca do Nordeste, (mais precisadamente no Sertão), pois é uma barreira natural, a qual impede a passagem de massas úmidas vindas do Oceano Atlântico. O que acontece, é que ao se elevar, resfriam e provocam chuvas orográficas, ou seja, as nuvens carregadas não conseguem passar pelo Planalto, precipitando nos paredões de altitudes mais baixas. Dessa forma as massas de ar já chegam secas ao Nordeste. Sendo assim, ele colabora com a ocorrência do  clima árido nordestino interferindo diretamente no clima e no relevo que se forma na região.
   

 

Túnel Cascavel na BR 232 e Rodovia Serra da Russa, localizado no Planalto da Borborema 



OBS; Galera pra vocês entenderem melhor sobre essa interferência na mudança climática, eu vou deixar umas imagens ilustrativas nos tópicos  CLIMA e RELEVO pra vocês darem uma sacada, e entenderem melhor essas mudanças e divisões. Fica ligado na leitura



ALTITUDE 

A altitude média do planalto da Borborema é de 500 metros, no entanto há picos que chegam até 1.260 metros de altura, como é o caso do Pico do Papagaio, em Pernambuco. Além dele, destacam-se o Pico da Boa Vista, também no Estado de Pernambuco com Altitude de 1240 metros


PICO DO PAPAGAIO - PE


PICO DA BOA VISTA - PE






CLIMA

   
O clima da região é o tropical semiárido, com temperaturas elevadas e índice pluviométrico baixo. Possui uma amplitude térmica alta, pois de dia a temperatura média é de 30 graus e durante a noite, pode atingir 10 graus nos locais com maior altitude. Podemos notar essa mudança climática minha gente aqui pertinho, a gente saindo de Vitória, em direção a Gravatá, que são pontos mais altos, ou quem vem de Recife pra subir a Serra da Russa, note que nessas regiões há locais com microclima, ou seja, nas partes mais altas onde localiza-se Gravata por exemplo, a temperatura é mais alta durante o dia, e durante a noite é  consideravelmente mais baixa. Já nas partes mais baixas as precipitações (chuvas) são maiores, porque nesses locais ocorre algo que falei acima, que foi sobre, as chuvas orográficas, que ocorrem mais nessas regiões, porque as nuvens com essas chuvas não conseguem atravessar a altitude desses paredões, fazendo com que, as partes mais baixas recebam essa chuva, um exemplo disso é Vitória, onde o clima é tropical úmido, pois ainda recebemos uma grande pluviosidade devido a sua proximidade com o oceano por ser localizada na Zona da Mata.
 

RELEVO

 
     O relevo da região da Serra da Borborema é marcado por montanhas e alguns vales. O solo é pouco profundo e portanto, há locais em que a fertilidade é baixa. Entretanto, no geral, a fertilidade é média. 


VEGETAÇÃO

Por se encontrar em uma área de transição entre Mata Atlântica e Caatinga , sua vegetação se torna variada, indo desde vegetações arbustivas e herbáceas ate plantas arbóreas de grande porte. No domínio da Caatinga encontramos plantas xerófilas, perdendo suas folhas em períodos  de seca para evitar a transpiração e consequentemente a perda de água, sendo adaptadas ao clima semiárido.




Minha gente, por hoje é só. Espero de verdade que vocês tenham gostado, foi massa fazer essa descoberta e poder compartilha com vocês, e tem muito mais tá, falando sobre e tal, vou deixar o link das fontes para quem ficou ainda mais curioso dá aquela sacada massa. Não esquece de mostrar pra teus amigos, família, e deixa teu comentário ai, visse?
 Um xero!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tanajura (as Formigas Agricultoras)

IPOMOEA CAIRICA, MAIS CONHECIDA COMO FLOR DE JITIRANA !

A GRALHA - CANCÃ